terça-feira, 3 de maio de 2011

Eleições Canadenses

Primeiro-ministro
Stephen Harper
Ontem aqui no Canadá teve eleições para eleger o primeiro ministro. As eleições aqui no Canadá são bem diferentes das eleições no Brasil. Primeiramente, o Canadá tem como governo uma monarquia parlamentarista, e "presta contas" a Rainha Elizabeth II, da Inglaterra. Em segundo lugar, o voto não é obrigatório, então, nos melhores dos casos, 60% da população vota, e na maioria das vezes, como forma de protesto. Além disso, o Canadá tem dois pratidos principais: o Partido Conservador (Direita) e o Partido Progressista (Esquerda); e agora está surgindo o Novo Partido Democrático (uma mistura entre os 2, mais central!).

Representante do
Partido Progressista
Aqui no Quebéc, a população é mais liberal, então grande parte da população vota a favor do Partido Progessista. Eles valorizam, também, os políticos que falam as 2 línguas (muitos fazem aulas de francês para aumentar sua popularidade entre os quebécois). Além disso, há um movimento quebécois separatista. Já houve dois plebiscistos, em que 51% da população ganhou para não se separar do resto do Canadá, o que mostra uma tensão existente sobre esse tópico.


Até ontem o governo Canadense era dominado pelo Partido Conservador, mas em minoria. Contudo, foi decidido ontem que a câmara canadense vai ser composta pelo Partido Consevador, mas agora em maioria. Esse resultado assegura a "reeleição" do primeiro-ministro Stephen Harper


Stephen Harper é elogiado pela sua atuação diante a crise global, porém "todos" os quebécois (que nós conhecemos) ficaram abismados com o resultado das urnas, uma vez que possuirão apenas 3 das 308 cadeiras na câmara e não terão mais "voz de oposição". 

Mas, essas eleições nos fazem pensar, uma vez que é o Canadá inteiro X o Quebéc. Até que ponto eles tem poder nessa briga? Se um pouco mais da maioria da população vai votar, e como protesto, qual é realmente a vontade popular, se metade esta "desisteressada"? Entre muitos outros questionamentos ... 

Nenhum comentário: