sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

1 mês!

Post rápido antes de dormir, porque não podia deixar esse tópico passar! Hoje faz 1 mês que saimos do Brasil! Ai que saudades de todo mundo ai! O comecinho foi tão difícil de acostumar com tudo... frio, língua, pessoas, distancias, horário dos dias, aulas, enfim.. algumas coisa ainda estamos em fase de adaptação (como com o québécois), mas tudo é uma questão de tempo, ao meu ver! Falo por mim, quando eu cheguei eu estava tristinha (desabafo nesse post), mas agora eu já to me sentindo melhor. Estou mais feliz, pelo menos não choro mais todas as noites e consegui me enturmar com as meninas de casa! =) Então o que eu tenho a dizer aqui é que esta tudo muito bom! Estou começando a curtir, a única coisa que pega é a saudades das pessoas. É difícil, mas sei que vou sentir saudades daqui depois! =)

Má e Flá congelando pelas ruas de Rouyn-Noranda!



quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Aula de Francês - os estrangeiros!


Esses são nossos coleguinhas chineses, deixa eu ver se sei o nome de tds (da diretira pra esquerda): Lang, Raven, Elvis, Amandine, Kin, Ma, Flá, Eu, Xi, Ghost, Fu, e a nossa professora, Julie. Os nomes deles tão tds  traduzidos pro francês/inglês, ou beeem encurtados, pq qdo eles disseram os nomes deles na primeira aula, a gte realmente nao entendeu nada!

O francês é realmente MTO DIFÍCIL pra eles, mto mais que o inglês, pq o francês mexe mto a boca pra pronunciar as palavras. Então a aula com eles é MTO ENGRAÇADA, pq eles falam um francês jogando as palavras como se fala o chinês mandarim! O Fu é o que mais faz isso, a gte nunca entende nada do que ele fala. O que fala melhor de tds é o Lang, e ele é o mais extrovertido tb, sempre conversa com a gte, ele e as duas meninas. Os outros são bem tímidos. Mas tds eles são mto bonzinhos.

No geral as aulas de francês são bem fáceis, pq td o que ela passa, nós já aprendemos no Brasil. Mas algumas coisas tá sendo bem a gte revisar, como pronomes, e alguns tempos verbais. O chato é que a professora passa mtaaaa tarefa pra casa, que não é difícil, mas que demanda mto tempo, como escrever textos, e desenhar cartazes sobre um filme quebecóis. E temos aula quase tds os dias.

Estamos fazendo o nível 6, cada nível dura um mês. Os chineses já estão aqui há 6 meses, e vão ficar 4 anos no total. Eles estão aqui pra aprender o francês, mas tb fazer a facul.

Ouvimos dizer que o Lang é um ótimo cozinheiro, e pensamos em pedir pra ele fazer um prato típico chinês pra gte experimentar, maaas..... depois ficamos com medinho do que ele iria fazer, e nós teríamos que comer! hahahahahahahahaa

Jogando Hockey!

Hoje fomos jogar Hockey! A responsável pelos intercâmbistas na universidade me mandou um e-mail dizendo que o time misto de hockey estava precisando de mais gente. Então eu e a Jú fomos no treino ver como era (a Flá não foi porque ela queria lavar o cabelo, e cabelo molhado e frio não combinam!). O hockey que o pessoal joga na universidade é difernte do jogo oficial. Aqui o jogo é na neve e com uma bolinha; no oficial, joga-se no gelo com um disco.

Chegando no local do treino procuramos pelo coordenador e quando o encontramos, ele nos deu dois tacos de hockey e uma bolinha laranja que tinha uma carinha sorridente desenhada. Dissemos que não sabiamos as regras do jogo, que não sabíamos nada! Então a explicação dele foi simples: è um jogo como qualquer outro, tem as mesmas posições de jogadores que todos os jogos de equipe. Ahhh, agora sim!! Entendi tudo, já que eu conheço tudo de esportes. A carinha desenhada na bola devia estar rindo da gente, porque imagina só como foi.

Bom, começamos a treinar e a neve estava bem escorregadia, então, como era previsto, eu cai! Mas como uma esportiva nata, levantei correndo e continuei o passe-ou-repasse da bolinha sem parar. Depois de uns 15 minutos já estavamos muito bem treinadas e o coordenador resolveu colocar a gente num jogo. Boa treinador! O time adversário tinha jogadores muito melhores que o nosso (isso sem contar nós duas que eramos iniciantes). A primeira vez que entrei em campo já levei uma tacada na cara! E foi de um cara do meu próprio time. Durante o jogo eu tentava me concentrar na bolinha, mas era difícil, pois eu a perdia toda hora. Detalhe que a bolinha era preta e a neve é branca!

Enfim, foi divertido! E apesar dos vários tombos e consegui encostar o taco na bolinha durante o jogo! Uhull! E não foi uma vez só não! Mas até agora não sei quais são as regras do hockey. Seria bom que descobrissemos até sexta, porque é o dia que vamos ver um jogo oficial. É um jogo da série C do hockey que vai ter aqui na cidade... mas tá valendo!

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Hockey!

O Hockey pro Canadá é como o futebol pro Brasil: o esporte nacional, sempre tem jogo na TV, vira e mexe vc vê alguém com um taco de hockey pela rua, indo ou voltando de um jogo. Um dos grandes times do país é o  Le Canadiens, time de Montréal (Logo ao lado). Qdo estávamos em Montréal teve um jogo deles, e vimos várias pessoas uniformizadas pela rua, no metrô.


Nenhuma de nós é mto dos esportes, mas já que estamos aqui pra vivenciar o Quebéc... então eu resolvi desde o começo, desde que estava em Montréal que queria aprender a jogar Hockey! Mas, vendo alguns jogos pela TV, achei que não iria conseguir, pq primeiro, eu teria que aprender a patinar bem. É uma loucura como eles patinam de frente, de costas, e viram, e fazem isso e aquilo naqueles patins durante o jogo. Imagina eu, de patins, no meio de uma galera armada de tacos de hockey, alucinada atrás de um disco que vai pra lá e pra cá? Eu e minha grande experiência em patinagem em Shoppings com gelo artificial no Brasil resolvemos nos contentar em assistir os jogos apenas.

 Maaaas, eis que aqui na alegre Rouyn-Noranda, na UQAT, as pessoas treinam com botas mesmo, num campo de neve, e não gelo, e com uma bolinha, e não o disco. Tá não é Hockey-Hockey, mas é Hockey! hahahhahaha


Ok, depois de falar pra várias pessoas que eu queria aprender a jogar Hockey, consegui entrar num time! UHuuu! É um time com uma galera bem mais velha, que já saiu da facul faz um tempo, digamos. E lá fomos nós, eu e a Má - sim, a Flá molenga passou essa, hehehehhe - nos aventurar na neve. Ontem tava de boa de noite, fazia -10, então não foi mto sofrido ficar ao relento jogando por uma hora.

Maaaas! HOCKEY É UM ESPORTE MTO VIOLENTO! A gte caiu váarias vezes, e não é pq somos ruins - somos ruins - mas todo mundo cai toda hora, pq o campo tava td esburacado, e a bota escorrega mto. É uma fúria que só atrás daquela bolinha, e como ela voa pra cá, corre pra lá! Ainda bem que td é branco e ela é preta, então fica bem visível, pq ela é mto pequena, do tamanho de uma bolinha de tenis, mais ou menos.

Enfim, vamos continuar tentando, toda terça às 21h20 tem jogo! E sexta, dia 28, vamos ver um jogo de verdade: Rouyn-Noranda X Val D´Or. É tipo série C do campeonato, mas é o que nosso argent (money) nos permite por enquanto. heheheheheh

PS: Da próxima vez, vamos colocar fotos nossas jogando, é que ainda não tiramos nenhuma. =)

Coragem para ir na academia!

Ontem de noite eu cheguei da aula com vontade de mexer o esqueleto! hahaha... Sério, sabe quando o corpo pede exercício? Pois é, não aguentava mais ficar no sedentarismo (de subir 3 andares e morrer!). Então eu decidi, "Eu vou na academia!", mas como criar coragem pra ir academia, que fica a mais ou menos 2 quadras de casa, num frio de -28? Eu fiquei pensando, "Ok eu vou toda encapotada, chego lá, tiro todas as roupas (leia-se 1 agasalho, 1 agasalho power, 1 cachecol, 3 calças, 2 meias, 1 bota, protetor de orelha, gorro e luvas!), faço a academia e ou eu volto só com o agasalho power, ou eu deixo todas as roupas cheirando ruim e f*!". 
No fim das contas eu coloquei todas as roupas de volta pra voltar pra casa, e não congelei, nem fiquei doente, mas confesso que foi MUITO difícil tomar coragem pra ir na academia com esse frio! Espero conseguir ir mais vezes!
Fui guerreira ou não fui? =)



PS: Detalhe bizarro da academia: Todas as medidas são em libras (inclusive a balança), ai eu fiquei super perdida! Tive que pedir ajuda pras pessoas lá! =)

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Receita da semana #2: Crêpe de Camarão

Olá, sábado fizemos mais uma receita especial! =) Dessa vez a inspiração veio do livro de receitas da casa da Ma, chamado "1001 receitas". A Ju estava morrendo de vontade de comer camarão, então lá fomos nós procurar uma receita de camarão! 
A receita escolhida foi Crêpe de Camarão! Dessa vez não compramos nenhum ingrediente errado, mas como é de praxe, demoramos o dobro do tempo que estava escrito no livro pra fazer a receita! A receita lembrou uma panqueca, mas sem molho e de camarão!




No livro estava escrito que a receita rendia 8 porções, mas infelizmente a nossa só rendeu 6! Por isso temos algumas conclusões para compartilhar:
Fla - Achei a receita boa, porém nada extraordinário! Ela é um pouco cara para o produto final = custo-benefício. Mas deu pra matar a vontade de camarão, de uma maneira leve.
Ju - Não vale a pena! É cara, não ficou tão boa assim! Existe melhores receitas com crevettes (camarão).
Ma - Boa, fácil de fazer, mas rendeu muito pouco. Talvez deveriamos ter colocado mais ingredientes, ou então complementado com algum ingrediente extra como Catupiry ou outros queijos que iria ter ficado muito bom!




Crêpe de Camarão (6 porções)


Para o Crêpe:
* 250ml Farinha
* 2 Ovo
* 250ml Leite
* 30ml de manteiga
* Sal


Para o Recheio de Camarão:
* 250g de Camarão
* 250g de Vieira (cortado em cubos pequenos)
* 2 colheres de manteiga
* 1 dente de alho
* 1/2 Cebola
* 1/2 xícara de Vinho branco
* Sal
* Pimenta do reino


Modo de Preparo do Recheio:
1. Em uma frigideira, derreta a manteiga, com a cebola, até ficar transparente. Adicione o alho e mexer.
2. Adicione o camarão e o vieira. Cozinhe-os.
3. Depois de cozidos, retire os camarões e o peixe com uma colher, para não quebra-los.
4. Reserve os frutos do mar, separados dos caldo.
5. Derreta a manteiga e junte ao caldo.
6. Coloque o vinho branco em uma frigideira até ferver.
7. Junte o caldo, com a manteiga, até ferver.
8. Junte os frutos do mar e adicione sal e pimenta do reino a gosto.


Modo de Preparo para o Crêpe:
1. Polvilhe a farinha em uma bacia, depois junte todos os ingredientes. Mixture até ficar homogêneo. (DICA: Se ficar bolinhas de farinha,  bata no liquidificador!)
2. Deixe na geladeira por 1 hora.
3. "Unte" uma frigideira com óleo e faça as panquecas finas. (Média de 3 colheres de massa por panqueca!)
4. Monte a panqueca com o recheio e voilà!


quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Dedos do pé congelando! Socorro!

Nós, boas estudantes e mão de vaca que somos, fomos hoje conhecer o "Centre Bernard Hamel ", que é tipo um Brécho, ou seja, tem roupas usadas, porque vamos começar a academia, e a Ju e a Mas precisavam de um tênis! Lá fomos nós, feliz e contentes, pegamos o ônibus, visitamos o Centre, e fizemos compras (depois a Ju posta A compra do século!). OK. Quando fomos voltar descobrimos que o ônibus que a gente tina que pegar ia demorar 1h30 pra passar! GOD! Como assim? Então, decidimos ir para o outro ponto de ônibus. OK, 5 quadras não é tão longe assim, e hoje esta até um solzinho! 
No meio do caminho eu e a Ju começamos a sentir nosso pé gelado, como se tivesse um pouco de água. Ai de repente, a gente não sentia mais nossos dedos do pé. E depois, nós começamos a sentir nossos 4 dedos (- o dedão) congelar!!!! GOD! Foi horrível, uma sensação péssima! 
Então, corremos para o Tim Hortons, que estava a 1 quadra dali, uma cafeteria tipicamente canadense e que é quentinha, e tomamos um chocolate quente + uma coisinha gordinha até nossos dedos descongelarem e a gente conseguir sair na neve de novo pra esperar o busão!
Nossa, confesso pra vocês que foi uma sensação horrível!

Ju, "atolada" na neve em frente ao Estádio Olímpico de Montreal



Primeira Janta!

Gente, to tão empolgada com a minha janta, que eu preciso escrever agora, mesmo que for pra postar daqui 1 semana! Hoje é dia 05/01, estou sozinha em casa (as meninas aqui de casa ainda não chegaram, devem estar viajando) e eu precisava de algo pra comer! Depois de fazer supermercado de tarde, minha geladeira estava cheia, e eu cheia de vontade de comer um bife de carne, porque fazia 1 semana que agente só comia carboidrato (gordinha!), tipo macarrão, pizza, pão, etc... (Sabe quando o corpo pede proteína? Pois é!). 
Depois de muito conversar com o André no Skype (ele me deu as dicas), tomei coragem e lá fui para cozinha! =) Bom, como eu ainda não tenho cozinha aqui pequei tudo emprestado de alguém que eu não sei quem é! hahaha... Resolvi fazer Arroz, Bife e Salada, acompanhado de suco de Cramberry com Laranja e de sobremesa Cerejas! (Delícia!). Ai que medo! 
Enquanto cozinhava fiquei conversando com o Burnys, acho que isso me aliviou um pouco, e depois de meia hora minha comida estava pronta! =) O Arroz ficou "unidos venceremos" e sem sal (porque eu esqueci de colocar o sal! der!), o bife ficou bom e a saladinha tb! Ainda vou aprimorar meu arroz, mas estou bem feliz com o resultado da primeira experiência culinária! (Nem coloquei fogo na casa!).

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Tabarnak!

Bom, primeiro, sorry pelas postagens beeeem espaçadas, a vida na facul aqui começou agitada. Temos aula de francês quase td dia e mtas tarefas, com textos de 650 palavras pra escrever. Fazemos essa aula com outros 10 estudantes chineses, que estão fazendo intercâmbio de 4 anos aqui. No primeiro ano, eles aprendem a língua, e depois fazem o curso que escolherem, como nós estamos fazendo agora. Pra eles é mtoooo difícil o francês por conta dos remexes com a boca, o famoso biquinho da língua francesa. Eles já estão aqui há 4 meses e.... ainda não falam mta coisa. Por conta disso, as aulas tão sendo um pouco devagar pra gte, pq essas semanas estamos aprendendo DE NOVO os verbos no presente, passado simples e futuro simples. =/

Se as aulas de francês são o único lugar no qual entendemos TUDO o que a professora diz, totalmente ao contrário disso, 180 graus, é TODO O RESTO. A comunicação aqui - não aquela básica, que se resolve gestualmente, ou aquela do "be nice", de "oi, td bem?", mas a comunicação-comunicação mesmo, o manter um diálogo compreensível para ambos por mais de 2 minutos, essa sim tá difícil! Qdo a outra pessoa fala inglês, dai a gte insere sutilmente um inglesinho no meio da frase, seja isso sem querer ou querendo.. hehehe E qdo a pessoa não fala inglês.... dai.... apelamos a toda nossa criatividade midiáloga, gestual, e até aos neologismos franceses vindos da suave mistura entre português-francês-inglês. Assim, bem de leve... =)

Mas sério.. Todas as outras aulas estão BEM difíceis. Dependendo da pessoa que fala, se ela fala mais devagar, ou com menos sotaque, a gte entende, prestando toda a atenção do mundo; Mas se ela fala com o sotacão quebecóis-caipira aqui da cidade..... E na velocidade padrão deles, ou seja MTO RÁPIDO.... dai.... Ça va mal en tabarnak! - como eles mesmos dizem.

Aliáaaas, essa é uma palavrinha que aprendemos aqui, que eles usam mto, Tabarnak. As meninas da minha casa falam td hora! Eu perguntei pra um coleguinha na aula hj, e ele me disse que é uma palavra suja, um palavrão, tipo C******, ou PQP! 

Segundo o dicionário urbano, Tabarnak é tipo o FUCK e tb tem variações de uso:

1 - pode ser usado como um insulto, óbvio.
"Le tabarnak!" - FDP!

2 - Pode ser usado pra ampliar, aumentar um sentimento ou estado de espírito.
"C´est beau en tabarnak!" - É bonito pra c******!

3 - Como pura extravasão numa momento crítico.

"Man I lost your car keys!'' 
''your not serious?'' 
''yeah''
''ah tabarnak!!'' - Merda!


E sabem do que mais?? Tabarnak é uma palavra puramente, tipicamente, exclusivamente quebecóis, ela não é usada na França. ÉEE minha gte, primeiro o Poutine, depois o Tabarnak! Isso sim é o Québec!



sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Receita da semana #1: Bolinho de Salmão

Como somos 3 mulheres prendadas, (e não temos nada pra fazer em Rouyn-Noranda) resolvemos cozinhar! =) Para estrear nossas cozinhas, resolvemos fazer uma receita no livro que eu ganhei de Natal da minha irmã, que chama: "Cookbook for Girls". A receita era a "Mini Fish Cakes".



Tudo foi muito engraçado! Primeiro decidimos que queriamos fazer essa receita! OK. Fomos no supermercado fazer compras, mas como o livro estava em inglês, tivemos algumas dificuldades de descobrir o que eram os ingredientes! Mas ok, compramos o que achamos que era! Então bora fazer, e descobrir que os ingredientes estavam errados! hahahahha... Mas calma, deu pra salvar a receita. É porque no livro estava escrito "150g fresh breadcrumbs" e o Google tradutor traduzio como "Pão fresco", mas, com o andar da receita, fomos descobrir que era "Croûtons" para fazer uma casquinha! hahaha, Detalhes!




Fizemos a receita e ela ficou uma delícia! Nós adoramos e super indicamos! (Começamos nossas Receitas de semana super bem!)


Bolinho de Salmão (rende 24 porções)

* 400g de filé de salmão
* 400g de batata cozida
* 50g ervilha congelada
* 150g de croûntons
* 60g salsinha
* 2 ovos

1. Coloque o salmão em uma panela, adicione água até começar a ferver. Cobrir e cozinhar por 5 minutos; Depois que cozinhar remover a pele.
2. Coloque a batata, as ervilhas e o salmão em uma bacia. Misture.
3. Em outra bacia, misture o croûtons esfarelado e a salsinha.
4. Faça bolinhos com a mão, com a mistura de salmão. Achate. Mergulhe no ovo e depois faça uma casca com a mistura de croûtons e salsinha.
5. Frite, com um pouco de óleo, cada bolinho por 3 minutos até ficar dourado.




RN - O primeiro contato

Bom, como a Flá disse, nós chegamos aqui em RN na terça, dia 04/01, e fomos recebidas por um frio de -15. Pegamos dois taxis - pq estávamos com mtas malas - até a Universidade e nos vimos no frio, na neve, com tds as nossas malas esparramadas pelo chão, sem saber onde era o que exatamente, e MORRENDO DE SONO  E DOR NO CORPO PELA VIAGEM.

Enquanto a Má foi buscar as chaves dos apartamentos na facul, eu e a Flá ficamos olhando as malas, até que um senhor mto simpático veio nos salvar (Anjo 1). Ele disse que é alguma coisa - não entendi direito! - na Universidade e que podia nos levar de carro até onde formos morar. Nos poupou andar um quarteirão com aquelas mtas malas, pq a residência estudantil é na frente da facul, exatamente.

L´UQAT - Nossa Uni.

Enfim, chegamos nas portas dos nossos prédios - a Flá e a Má tão no bloco B, e eu to no bloco A, são dois prédios diferentes e separados - e nos demos de cara com MTAS ESCADAS, hahahahahahha. A má deu sorte de ficar com o apê no primeiro andar, mas eu e a Flá estamos NO ÚLTIMO!

A residência estudantil - nossa casa - não é linda??

Começamos, portanto, o dia com mta musculação, qdo eu finalmente consegui trazer a última mala pra dentro do apê, encontro uma quebecóis de pijamas me olhando assustada. HAHAHAHHA. Ngn avisou elas que a gte vinha naquele dia. Mto menos, que a gte vinha! OK, primeiro contato com minhas roomies, tentei me apresentar, eu, sem fôlego por ter carregado as malas, na minha imensa sedentarisse, e ela prontamente me mostrou a casa, onde seria meu armário da cozinha e banheiro, onde eu posso fazer compras, tomar um lanchinho e disse que ia voltar a dormir, mas que qqer coisa, eu poderia chamá-la (Anjo 2).
Dai eu pensei, legal! To morrendo de fome, vou chamar as meninas p gte ir la no tal do Tim Hortons tomar café da manhã! Saí na neve, fui no bloco B e.... Não consegui entrar! Só os moradores do prédio tem a chave p entrar, e eu nao sabia qual era o apartamento delas, nada. BURRICA 1! HAHAHAH Sorte que fiquei só uns 3 minutos parada olhando com cara de tacho a porta, e a Flá apareceu!



Fomos no apê da Má, e ela tinha perdido as chaves... Bom, isso é uma história pro post dela, depois ela conta, hahahahhaha

Enfim, eu e a Flá fomos comer e comprar algumas comidinhas no super. Voltando do super eu levei meu primeiro tombo na neve! hahahahahha Foi lindo, escorreguei e cai gostoso de bunda no chão, compras para um lado, eu para o outro! hahahahahahhaha O mais legal é que qdo vc cai, vc se molha, daí bate o vento, e vc congela!

Voltamos, começamos a desfazer as malas, dormimos, e qdo eu fui comer de novo - aqui a gte só pensa em comida, comida, comida! - a Miriam - a menina que eu acordei e achou que eu era um ladrão - disse que logo menos ela ia ao centro com uma amiga dela, se eu queria ir junto. SIIIIIIIIIIIIIIIIIIMMM, POSSO LEVAR MAIS 2 AMIGUINHAS??? hahahahaahaha Eu sou mto pidona, já disse que minhas amigas precisavam comprar botas, e que não tínhamos travesseiro e nem roupa de cama, e nem toalha de banho, e nem comida e que não sabíamos onde era o que. Daí, ela e a amiga dela, Daphne (Anjo 3), nos levaram DE CARRO pra 3 lugares diferentes pra gte acheter o que precisava de urgente! LINDO! 

Estamos em Rouyn-Noranda - Québec!

Bom, como a maioria já sabe, faz uma semana que chagamos a Rouyn-Noranda (RN), depois de uma longa noite de 9h de onibus desde Montreal! Bom, chegamos aqui com um frio de cortar a espinha! hahahaha.. Eu senti MTO FRIO! Vocês não imaginam!!!
Cada uma foi descobrir a sua casa, já que as três estão separadas, morando em diferentes casas com mais 4 canadenses cada!!! Na minha casa e na casa da Ma não tinha ninguem, só na Ju tinha uma menina! As pessoas só foram chegar no último domingo! Me senti muito sozinha! Chorei bastante no primeiro dia, porque estava me sentindo sozinha e com saudades! Mas agora já estou melhor, mas ainda com saudades! De pouquinho em pouquinho estamos nos encaixando na casa e na vida gelada de Rouyn-Noranda, uma vez que o tira e põe de roupas vale um post a parte!
Essa segunda começou as aulas! Meu deus! Vale outro post, mas eu posso adiantar que vai ser bem dificil! O quebecois é muitooo diferente do francês normal, então fica 2x mais dificil de entender o que o professor fala! =/ Mas aos pouquinhos vamos nos acostumar, tenho fé! hahahaha....
Bom, por enquanto é isso, só pra falar um "Oi, estamos vivas!" =)

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Reveillon

E pra terminar os posts sobre Montreal...... O Reveillon!!!


Nossa Reveillon foi ótimo! =) Como somos turistas, decidimos fazer coisas de turistas e passamos o reveillon na Vieux-Montreal! Um dos lugares mais bonitos de Montreal! Fomos pra lá umas 10h30 para encontrar com o Marcelo, amigo da Ju, que faz música na Unicamp e fez 1 semestre de intercâmbio aqui em Montreal! =) Ele e a sua irmã nos levaram para conhecer a Vieux-Montreal de noite! Linda! Tava um pouco enfeitada pra natal, cheia de luzinhas, e tinha um palco de shows montado em frente ao porto da cidade! Bem legal! É muito diferente o bairro de noite e de dia! Vale a pena conhecer nos dois períodos!







Depois de ficar lá um pouquinho, fomos jantar em uma creperia por lá mesmo chamada Creperie Chez Suzette! Humm que delícia! Sim, os restaurantes ficaram abertos na noite de ano novo! Estavamos preocupadas de não ter onde jantar, pois estavos com muta fome. Mas isso não foi problema porque todos os restaurantes do bairro estavam abertos!

Nessa creperia, experimentamos as cervejas artesanais do Quebec. A Ju escolheu uma que tinha mel, a Flá escolheu uma (como era mesmo a sua??), o Marcelo pegou uma que chama "A Maldita" e a Má e a Vanessa não pegaram cerveja, mas sim um drink de morango tb gostoso. As cervejas tinham um gosto realmente diferentes de tds as que a gte já tinha experimentado, mas não eram mto fortes.


Os crepes eram mto bons, tinha de tanto tipo, que tds nós demoramos mto tempo pra decidir, eram tantas opções! Os crepes daqui são panquecas, e a que escolhemos - as 3 escolheram o mesmo, era de frango, espinafre e molho béchamel. Mto boa! Mas deixaram nossa boca meio amarrada, seca, sabem? Deve ter sido o espinafre.


O garçom falava português! Mas nao percebeu que a gte é brasileiro, e falou conosco em francês! hahahaha Depois vimos ele falando em português com uma galera de outra mesa! Em Montreal tem mto brasileiro, com os primeiros que cruzamos, fizemos festa, "ÊEEE, Brasil!!". Mas depois, ficou comum... heheheheh (Brasileiro é que nem praga, né? Tem em td lugar... hahahahahhaha)

Bom, voltando ao Reveillon, às 23h começou a chover mto! PQP! Nao choveu nenhum dia, vai chover justo na virada? Uma bad, porque o Vieux-Port é tudo aberto e nesse frio não ia rolar ficar molhada! (fala sério!). Enrolamos até às 23h45, a chuva tinha diminuído, mas de qqer jeito, nao íamos MESMO passar a virada na creparia, sem ver os fogos de artifício! Nesse meio tempo chegaram 2 amigos do Marcelo, que também são da Unicamp e vieram fazer intercâmbio esse semestre. Aí saimos na chuva mesmo, fomos correndo, junto com a multidão para o porto velho. Teve uma contagem regressiva em francês - que a gte nao conseguia ouvir direito em qual número que tava, então ficamos meio perdidas e fizemos nossa própria contagem.


Assim, sinceramente, os fogos deixaram mto a desejar, foram poucos, e espaçados, e um de cada vez... Já vi  bem melhores no Brasil (Aaaai, o Brasilll......). Bom, ai entro eu pra descordar (Má)!!! hahah.. Achei os fogos lindos, e por serem espaçados dava pra ver um por um. Além disso, como eu estava com o protetor de orelhas por causa do frio, tive o barulho amenizado! 




O clima ali no velho porto tava mto legal, um monte de gte de tds as idades, tinha um casal de velhinhos com um chapéu mto da hora, foi bem legal, nao me arrependo. 




Foi um dos melhores reveillons, senão o melhor, que já passei. Geralmente tenho a tendência de ficar triste na virada de ano, mas dessa vez foi diferente! Foi muito bom!


segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

LGBT!

Além da Basílica de Notre-Dame, nós tb conhecemos outras duas igrejas, a Mary-Queen of the World Cathedral, uma igreja bonitinha, que fica perto do Planetarium. Passamos por ela e tinha acabado de acabar uma missa. A gte entrou e a Flá sentou num dos bancos do fundo, daí o padre perguntou se ela nao queria fazer parte do gpo de jovens da igreja..... KI-DES!!! hahahahhahaahhhaahha




E passamos meio que sem querer, por uma outra igreja, que fica no centro, mas nao anotamos o nome dela... =/ Além dela ser mto bonita - mais bonita que a de cima - ela tinha a bandeira LGBT na entrada e um anúncio de acolhida à comunidade LGBT, dizendo que aquela igreja CATÓLICA estava de portas abertas para TODOS. Achei isso mto legal, lembrei de um amigo meu que uma vez me disse que apesar de td a família dele ser católica, nem que ele quisesse, ele jamais poderia ser católico, pq é gay.




domingo, 9 de janeiro de 2011

Biodome

No último dia em Montreal fomos ao Biodome, que é um zoológico em recinto fechado. É dividido em  cinco biosferas. Era um zoologico pequeno, com poucos animais, sendo que a maioria nós já havíamos visto antes nos zoológicos brasileiros. Não é um lugar que recomendo para se visitar, já que em Montreal existem vários outros lugares legais para se conhecer. Lá tinham muitas crianças e foi quase impossível ver com calma cada ambiente. Mas no geral foi legal! Vimos pinguins! Será que vamos ver algum ao ar livre?? Também vimos um castor, que era igualzinho desses de desenho animado, e um porco espinho que estranhamente estava em cima de uma árvore.





Multiculturalismo em Montreal


Dizem que São Paulo é uma cidade multicultural. Mas é porque nao conhecem Montreal. É incrível como dá pra perceber facilmente a origem das pessoas que ali circulam. Cruzei com muitos indianos, chineses, africanos e árabes. E não eram turistas não. Eram residentes da cidade mesmo. E não é só no tipo físico das pessoas que esse multiculturalismos aparece. Existem bairros de cada país e restaurantes especificos das diferentes culturas. O engraçado é que esses restaurantes não se concentram apenas em seus respectivos bairros, mas invadem as praças de alimentação dos grandes centros comerciais. Só não encontrei restaurante brasileiro. Mas comemos no mexicano, libanês, americano, canadense e grego!


Fast - food libanês



Restaurante Grego



Museus em Montreal

Na nossa segunda noite em Montreal fomos ao Museu de Arte Contemporânea. Toda quarta-feira a noite a entrada é gratuita nesse museu. E sabem como é pobre né, não perde nada que é de graça. Ainda bem que não pagamos. Ia ter ficado muito brava de ter gastado dinheiro lá. Não é que não seja legal, mas talvez eu não tenha muito repertorio pra entender essa tal de arte contemporânea. Só tiveram duas coisas que eu gostei. A primeira era uma sala com vários retro-projetores, com os quais as pessoas podiam interagir, fazendo com que as projeções se alterassem. E o segundo era um quadro que mostrava um experimento feito por um artista em que ele fazia um desenho nas costas de um menino e o menino devia reproduzir o mesmo desenho em uma folha de papel de acordo com o que ele sentia. Fora isso, achei que tinham umas coisas de mal gosto sendo expostas. Por exemplo, do lado de fora do museu tinham uma bolas gigantes que tinham uma luz colorida dentro. Até que eram bonitas, mas o problema é que tinha uma música de fundo meio macabra, do tipo de filme de terror e de dentro de uma das bolas saia vozes de crianças que pediam ajuda pois estavam presas ali dentro. Que desnecessário!! Não gostei disso!



No dia seguinte estava no nosso roteiro que deveríamos ir ao Museu de Belas Artes. Mas nos atrapalhamos um pouco nos horários e quando chegamos lá já estava fechado. Então resolvemos voltar no dia seguinte. O Museu de Belas Artes é bem mais legal do que o outro, apesar de ter uma parte só para arte contemporânea. Não sei o que esses quebequences acham de tão legal nisso. Enfim, esse museu é enorme e é interligado subterrâneamente, porque cada prédio do museu fica de um lado da rua. O que mais gostei foi de uma área destinada à decoração, com móveis bem antigos, alguns até datados de 1500. Também gostei de uma exposição sobre Napoleão, onde tinha algumas peças de roupas que ele usava! 






Vieux-Port

Ai, gte, a Velha Montreal é linda! Foi lá que a cidade de Montreal nasceu, inicialmente chamada de Ville-Marie, no começo do século XVII. Montreal é uma ilha (a gde Montreal), e até 2001, era formada por 27 outras cidades. Nesse ano, o Partido Quebecóis, então na liderança, fundiu tds as cidades sob o slogan "Une îlle, une ville" ("Uma ilha, uma cidade"). Mas isso só durou até 2004, qdo 15 cidades se separaram.


É na Vieux-Montréal que fica o Vieux-Port. Aqui embaixo vão algumas fotos dele em 1910....



E aqui, dele no dia 02/01/11, todo congeladinho!!!



sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

O Hotel de Montreal!

O hotel escolhido em Montreal foi o Travelodge, como já foi dito em outro post. O quarto em que ficamos hospedadas era menor do que parecia ser pela foto. E como estavamos com muitas malas, quase ficamos sem espaço pra circular. Mas como só iamos pro hotel para dormir, isso não foi um problema. Tinha dias que não arrumavam nossa cama ou que só arrumavam a cama de algumas de nós. Acho que é porque o quarto estava tão apertado que era dificil tentar arrumar alguma coisa.



O café da manhã era bom, mas diferentemente do Brasil, não tinha nem frutas nem chcolate em pó pra misturar com o leite. Mas tinha muffin de blueberry (Olhando pra ele parece que está estragado, mas tem um gosto muito bom!)!!! Eu e a Jú viciamos e obviamente comiamos todo dia. E quando dava levavamos alguns pra comer durante o dia. No  hotel tinha muita gente da nossa idade hospedada e começamos a perceber que esse pessoal ia tomar café de pijamas. Ai, resolvemos ir também né! Quer dizer, a Flá e a Ju foram, mas eu não pude ir porque minha calça de pijama estava muito comprida, raspando no chão.




A internet no hotel não era muito boa e por isso não conseguimos fazer muitos posts diretamente de Montreal!


Shopping Subterrâneo de Montreal

Com certeza o lugar mais recorente da nosso estada em Montreal foi o Shopping Subterrâneo, como eu disse, Montreal tem 32km de "cidade" construída embaixo da terra!  É muita coisa e boa parte é shopping! =) Como nós pegavamos muito o metrô e os shopping são interligados com algumas estações, nós sempre acabavamos parando em algum deles, fosse pra comprar bota, sapato, etc..., fosse para ir na praça de alimentação!

Uma coisa muito legal aqui no Canadá é uma loja chamada Dollarama! Acho que existe em todas as cidades (falo isso porque tem uma dollarama em Rouyn-Noranda!). Essa loja é como o 1,99 no Brasil, ou seja, todas as coisas dela são por até $2! Vende de tudo, desde ferramenta, até comida! É muito legal! Já falei que eu só vou fazer minhas compras na dollarama, principalmente de casa! =)

Infelizmente não tenho fotos de dentro dos shopping subterraneos de Montreal, mas é igual a qualquer outro shopping! Vou deixar aqui, foto de um chocolate-quente que a gente tomou pra esquentar!

Beijos gelados!



Jantar com o primo Felipe!

Queria deixar registrado aqui o jantar que nós tivemos com o meu primo Felipe! Nós queriamos nos encontrar com ele desde o Reveillon, mas só conseguimos no dia 02! Ok, pas du problème! Encontramos com ele depois de assistir a missa na Catedral de Notre Dame e ele nós levou para um bairro perto da estação Sherbrook, que a gente não tinha ido antes. Lá, fomos jantar em um restaurante grego, chamado "La Caverne Grècque"! HUMM.. Delícia! =)
Cada um pediu um prato diferente (Eu camarão, a Ju peixe, a Ma lula e o Felipe carne!) e pra acompanhar sopa, salada, vinho, sobremesa e cafezinho! hahaha.. Comemos muito! Foi muito gostoso!



Primo, brigada por toda a ajuda que você deu pra gente! Adorei te ver! Até a volta! =)



Basílica de Notre-Dame

(Mãe, esse é pra vc!!!!!)

No domingo, dia 02/01/11, fomos conhecer a Basílica de Notre-Dame, mas era $5,00 pra entrar nela!!! Daí fomos mais espertas, e resolvemos voltar num horário de missa, seria impossível que eles cobrassem pra assistir a missa né! Faça- me o favor!!! heheheh

Voltamos pra missa das 17h, chegamos um pouquinho atrasadas, às 17h10, realmente, não precisamos pagar nada e de quebra, vimos uma missa em francês! hehehehhe








Mas foi uma fast-missa! Qdo chegamos, o padre já estava no sermão; Às 17h20, ele já havia terminado; E a missa acabou às 17h45! 45 Minutos de missa! Não havia cantos, apenas o órgão, e teve dois momentos que foi uma cantora lírica solo. Mas aquele órgão tocando sozinho.... dava um clima meio sinistro! Foi bem diferente das missas do Brasil.

Na entrada tinha uma placa que proibia tirar fotos e filmar.... Mas como somos brasileiras e damos um jeitinho brasileiro em td (além de sermos cara-de-pau), nós não só tiramos mtas fotos, como gravamos a cantora lírica no final da missa!